Pular para o conteúdo principal

Postagens

Destaques

OS MEUS ÍDOLOS ARGENTINOS

Messi é o maior jogador de futebol que já vi atuar. Vai ser difícil aparecer outro igual. Já devem estar me chamando de traíra. Nada disso: Pelé é de outro mundo, não pode ser comparado. Quando estava estudando futebol seriamente – desisti porque não gostam de estudar futebol na Bahia – um dia chegou às minhas mãos um livro fenomenal de um pesquisador argentino – infelizmente nos abandonou cedo – professor da Universidade de Oslo, na Noruega, Eduardo Archetti, denominado Masculinidades: fútbol, tango y polo em la Argentina (Buenos Aires: Antropofagia, 2003). Segundo Archetti, a criação de “masculinidades nacionais” na Argentina combinou o urbano – o futebol e o tango –com o rural, o polo. Quem não o leu procure fazê-lo, pois nada mais falarei sobre o livro. Poresses dias tive acesso a uma coletânea de Archetti, onde constava um consistente e inovador artigo sobre a cozinha argentina (Hibridación, Pertenencia Y Localidade em la Construcción de uma Cocina Nacional). Fiquei entusiasmado co…

Últimas postagens

NOS CAMINHOS DE UM GÊNIO

A Culinária Caipira da Paulistânia

ESCREVENDO E COZINHANDO BONITO NA COLÔMBIA

NOTÍCIAS DA PROVÍNCIA

O Quilombo está na Mesa

OS CHINESES ESTÃO CHEGANDO: A COMIDA EM SALVADOR

COMIDA E MEMÓRIA OU COMENDO COM OS GREGOS EM KALYMNOS

NOTÍCIAS DA PROVÍNCIA

UMA HISTÓRIA SABOROSA DO MUNDO

ENCONTROS ETNOGRÁFICOS SOBRE ALIMENTAÇÃO II